Em carta endereçada a Gleisi Lula desautoriza apoio a outro candidato

O ex-presidente Lula saiu em defesa da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e reafirmou que é candidato a presidente da República.

No texto endereçado à presidente do PT, Lula desautoriza qualquer especulação de que poderia abrir mão da disputa para apoiar outro candidato, ou mesmo um nome do PT.

“Se eu aceitar a ideia de não ser candidato, estarei assumindo que cometi um crime. Não cometi nenhum crime. Por isso sou candidato até que a verdade apareça e que a mídia, juízes e procuradores mostrem o crime que cometi ou parem de mentir.”

Os rumores de que o PT poderia descartar a candidatura de Lula, até mesmo com a concordância dele, cresceram na semana passada, depois que o ex-governador da Bahia Jaques Wagner afirmou que o partido poderia indicar um vice na chapa de Ciro Gomes.

Gleisi reagiu afirmando que Ciro não passa no partido “nem com reza brava”. Já o pedetista disse ter “pena” dela.

Lula diz que “quem quer que eu não seja candidato eu sei, inclusive, as razões políticas, pois são concorrentes. Outros acham que fui condenado em segunda instância, então sou culpado e estou no limbo da Lei da Ficha Suja”.

“Os meus advogados sabem que eu sou inocente. A maioria do povo sabe que eu sou inocente”, escreve. “O povo tem que ter seus direitos e uma vida digna. Por isso queremos uma sociedade sem privilégios para ninguém”, finaliza Lula

 

Comentários

Pin It on Pinterest