Planalto classifica investigação contra Temer como “Ficção Policial”

O Palácio do Planalto classificou nesta quarta-feira de “ficção policial” a investigação da Polícia Federal sobre suposto pagamento de benefícios ao presidente Michel Temer.

A Policia federal pediu a quebra de sigilo telefônico no inquérito que apura suposto pagamento de propina de R$ 10 milhões combinado em jantar no Palácio do Jaburu, em 2014, segundo delação da Odebrecht.

Em nota oficial, a secretaria de comunicação Social da Presidência diz:

“A investigação da Polícia Federal sobre o suposto benefício do presidente Michel Temer ao grupo empresarial Rodrimar entrou no terreno da ficção policial. Isso porque, na verdade, o decreto dos portos não trouxe nada em favor da empresa”

Temer é investigado no âmbito do chamado inquérito dos portos, que tramita no Supremo Tribunal Federal, por suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na edição de decreto para prorrogar os contratos de concessão e arrendamento portuários, que teria beneficiado a empresa Rodrimar, segundo as investigações.

Leia mais

 

Comentários

Pin It on Pinterest